COLUNA DE HOJE
50ª Expo Prudente
Agenda
Amigos dos Trígonos
Angélica Bongiovani
Apea
Atuação Parlamentar
Baladas
Cidadania Italiana
Cidades da Região
Cinema
Claudia Riecken
Comportamento e Sexualidade
Concursos & Empregos
Crônicas de José Dassi
Cultura
Curiosidades
Decoração & Paisagismo
Desenvolvimento Holístico
Desenvolvimento Pessoal
Diário da Motocicleta
Diário de Buenos Aires
Diário de Londres
Diário de Singapura
Dicas do Chef
Dr.Belmiro d'Arce
Empresas & Negócios
Entrevistas
Espaço Literário
Esportes
Everton Souza
Fábulas Fabulosas
Festas
Galeria de Artes
Gotas de Reflexões
Guia de Prudente
Hélio Martinez
Hospital Regional do Câncer
Intercâmbio & High School
Iracema Caobianco
Isso é Dez Pra Mim
Letícia Martins
Medicina 2010
Minhas Viagens
Nas ondas do rádio
Noticias da Toledo
Nutrição e Atividade Física
O Imparcial
O Que Prudente Tem de Bom
Opinião
Painel do Couro
Painel Rural
Personalidades Prudentinas
Presidente Prudente
Prudenshopping News
Prudentinos pelo mundo
Renata de Luca
Residencial Damha
Responsabilidade Social
Rotary on line
Rubens Shirassu
San Fernando
Saudades Prudentinas
Saúde
SAÚDE MENTAL
Segurança & Tecnologia
Sinomar Calmona
Stúdio Desirée Soares
Tânia Rodrigues
Tênis Clube
Terapia Familiar
Turismo
Últimas Notícias
Veiculos
  18 | Leitores OnLine
   
 
 
 
 
 
 
 
Ruy Moraes Terra, criador de cavalos Quarto de Milha
 
Rui Moraes Terra e "Sambaqui", um dos tops do Haras Terra
“ Qual a motivação que nos dá força para fazer aquilo que mais gostamos? Quais são os meios conhecidos, capitais para conseguirmos os nossos objetivos e realizarmos os nossos sonhos?”, indaga o prudentino Ruy Moraes Terra, idealizador e mantenedor de um dos melhores plantéis de cavalos Quarto de Milha do País, prestes a realizar mais uma edição do famoso Leilão Haras Terra (dias 15 e 16 de junho) em Presidente Prudente.
Terra diz que “um cavalo mudou meu destino e meu futuro”.
Assim ele resume sua história de vida:
“Quando criança, através de serviços prestados, tive uma promessa de um concunhado que se uma determinada égua produzisse um potro macho, seria meu. Tive sorte e Deus me ajudou. Nasceu um lindo potro e ao tornar-se adulto vendi por uma quantia respeitada. Com esse dinheiro pude me formar professor e contador, estudando em escola particular. Esse curso o meu pai não podia dar, pois éramos em dez irmãos e vivíamos com dificuldade. Formado, após dar aulas por dois anos, recebi convite para ser contador de meu cunhado Domingos Ferreira de Medeiros (Medeirão), homem simples, honesto, sendo um dos maiores pecuaristas do país. Senti realizado, pois iria fazer aquilo que eu mais queria, trabalhar no escritório e sempre no meio rural, pois tempo para quem quer não falta nunca. Fui fazendo além de escritório outros serviços, todos ligados ao meio rural e com muita luta, dedicação e trabalho os meus sonhos foram acontecendo e não param nunca, e a cada dia se tornam mais realizados.
Fui muito além do que pensava em nosso meio sadio e honesto, constitui família da qual muito me orgulho e essa imensidão de amigos que nunca paramos de conquistar”, concluiu.