21.8 C
Presidente Prudente
quarta-feira, julho 6, 2022
spot_img

Metaverso: o futuro já chegou para Leandro Colhado, do grupo L8

As expressões do momento na boca dos executivos em todo mundo são NFTs, realidade estendida e metaverso, sendo esses dois últimos conceitos que os futurologistas já aventaram no início do século, mas que, só nos últimos meses, quando o mundo se viu preso em frente ao computador devido à pandemia, ganharam tração para saírem do plano das ideias.

Pelo fato de os NFTs só poderem ser usados em ambientes virtuais criados para eles, chegamos ao segundo conceito de realidade, a estendida, que como o próprio nome diz, amplifica a experiência real. Aqueles filtros fofos ou cosméticos usados nas redes sociais são exemplos simples. Nos vemos, mas alteramos nossa imagem com elementos irreais, construindo avatares de nós mesmos.

Esses lugares de interação são a base do que se entende como metaverso, uma definição tirada da ficção científica que, em linhas gerais, cria visões paralelas às reais por meio de dispositivos. Pode ser o seu computador, te levando para uma sala virtual, na qual você está presente com seu avatar, ou no mundo em carne e osso, por meio de óculos de realidade aumentada como o Spectacles 4, ainda não comercializado pelo dono, o Snapchat, mas que, por meio de câmeras, microfones e telas sensíveis embutidas, amplifica a experiência real.

Esse futuro já chegou a Presidente Prudente. A tecnologia já é utilizada nos negócios

do  empresário Leandro Colhado, fundador da L8 Digital, Banqueiro Digital, Pixcred e da XPShows. Nessa entrevista ele explica o que é a nova tecnologia do Facebook e suas aplicações na vida e nos negócios.

O QUE É

METAVERSO?

“Metaverso é um espaço virtual compartilhado, ou seja, uma tecnologia capaz de inserir pessoas e coisas reais em um universo virtual”, compreende Leandro Colhado. Segundo ele “essa tecnologia, diferentemente do que muitos pensam, não se trata apenas de uma solução de realidade virtual, seu conceito vai muito além disso. Além da tecnologia de realidade virtual, outras tecnologias decentralizadas como criptomoedas e NFTs também contribuem para a construção desse universo virtual”

De acordo com Leandro “o termo “metaverso” surgiu em 1992, com a obra de Neal Stephenson chamada “Snow Crash”. Esta obra sincroniza realidade e ficção através de um jogo de história onde um entregador de pizza na vida real é um samurai no universo virtual chamado “metaverso”. A ideia do livro de ficção científica configurou muitos jogos como Second Life, Roblox, Fortnite e Minecraft. Neles, mundos de realidade paralela unem jogadores que podem socializar e recriar vidas paralelas. Mark Zuckerberg, o CEO do Facebook, em 2021 modificou o nome da sua empresa para Meta Platforms, pois acredita que o metaverso é o futuro da internet e da tecnologia. E pretende focar na construção desse universo para o mundo real.”.

Imagine caminhar com uma roupa feita de uma base que é lida pelos óculos de outra pessoa e ela te vê vestido com sua última compra de moda em NFT, exclusiva e única porque esses trajes virtuais são protegidos por criptografia, incopiável e de propriedade do portador. Agora, imagine-se parando em frente ao cinema e olhando, por meio dos dados disponibilizados, o que está em cartaz e quantas pessoas compraram a sessão. Mais. No meio disso, “viaje” para aquela reunião de trabalho em qualquer lugar do mundo.

REAÇÃO DO

MERCADO

De modo geral, explicou Leandro Colhado, há várias instituições financeiras que já estão aderindo ao metaverso e adotando o conceito como forma de atrair a nova geração aliando a experiência digital ao mundo físico.

“Inclusive, existe uma forte relação do metaverso com o mercado financeiro, uma vez que, para viabilizar a existência desse universo digital, é preciso que a economia funcione de algum modo dentro dele. E isso sem dúvida será um grande divisor de águas entre as empresas. A tendência é mudar o modo como interagimos, passando a experimentar uma nova forma de vida, de profissão e de oportunidades. Certas tecnologias como os NFTs tem sido destaque nesse contexto. Inclusive, elas já estão sendo aprimoradas e sofreram um impulso grandioso com a fase de pandemia que influenciou a mudança digital.

“ME PREPAREI PARA

ESSE MOMENTO”

“Sobre o tão aguardado Metaverso, quem me acompanha sabe que há anos eu venho me preparando para esse momento. Sempre imaginei o que poderia substituir os aparelhos telefônicos, lembro que fiquei em uma expectativa muito grande quando houve o lançamento dos primeiros tabletes, porque imaginei que esse poderia ser a substituição dos computadores ou até mesmo dos celulares. Agora com o lançamento do Metaverso, fiquei ainda mais apreensivo, porque quando observamos que o fundador mais famoso do Facebook, Mark Zuckerberg, que hoje detém as três maiores plataformas do planeta que são Facebook, Instagram e WhatsApp, realizou toda uma manobra para mudar o nome grupo para Meta, isso me gerou uma certa ansiedade, embora quando ele fez a aquisição de uma empresa de óculos de realidade virtual há quase 8 anos, eu já fiquei imaginando o que estaria por vir.”

“NASCI NO ON LINE

SEMPRE FUI ON LINE”

“Eu sempre estive posicionado no meio digital, que nunca fui uma agência de outdoor, nem mesmo uma agência de destaque na mídia ou televisão, tanto é que na cidade eu não tenho nenhum reconhecimento de uma agência de outdoor, uma agência de mídia impressa ou uma agência off-line. Eu sempre fui online, eu nasci no online e vivo assim desde de os primeiros lançamento do Windows, eu já programava nas planilhas de excel em Access Base e quando eu vi esse movimento do Zuckerberg, eu parei e pensei comigo mesmo a seguinte história: esse cara está fazendo o maior movimento da história da tecnologia. Só me lembro de uma estratégia parecida, que foi quando foi em um lançamento do iPod e o saudoso Steve Jobs anunciou que o novo aparelho suportaria 256 músicas, e cá entre nós, isso de fato mudou a história da humanidade e até mesmo a música como a conhecemos hoje.”

UM GRANDE FÃ

 DE STEVE JOBS

“Steve Jobs foi o grande precursor da evolução musical no planeta e sou um grande fã dele, não só por isso, mas pelo jeito, pela postura, pelo posicionamento e pela visão de prever coisas que vão acontecer no mundo da tecnologia e que essas coisas mudaram de fato o destino da humanidade, diminuíram distâncias e transformaram o modo como vemos o mundo. Assim, não podemos ignorar que o  Zuckerberg já está mudando a humanidade novamente e transformando o que chamamos de mundo tradicional e convencional, e irá desenhar uma nova realidade para todos nós.”

“Agora raciocina comigo: imagine que quando o Zuckerberg lançou o Facebook e pense que a plataforma era um carro que tinha um grande obstáculo pela frente, imagine agora comigo que nessa analogia, a internet é a estrada. Agora pense que o carro pegou uma estrada com vários problemas na estrutura – visto que quando o Facebook surgiu a internet, pelo menos no Brasil, era totalmente obsoleta, restrita para a população de classe alta, várias cidades não tinham 2G, e as capitais estavam chegando 3G. Fibra óptica pareceria uma utopia, na época só tínhamos internet via rádio. Alguém lembra desse sufoco? Então ele pegou uma estrada toda difícil, conseguiu lançar o Facebook, apagar a ferramenta chamada Orkut (muito famosa na época) e introduzir uma nova ferramenta para o mercado, uma verdadeira revolução, já que o Facebook permitiu uma maior interação entre as pessoas, surgir relacionamentos, casamentos, empresas e tantas coisas mais nesses últimos 17 anos.

E agora, vendo esse mesmo cara que transformou toda a história mundial lançando o óculos de realidade virtual, eu olho para esse óculos e tenho a impressão de estar olhando para um Nokia “tijolão”, que talvez muitos caçoavam entre si dizendo que aquele aparelho não daria em nada, que as pessoas iriam preferir o telefone fixo da casa e ninguém iria querer carregar isso, e hoje vejo que aquele subestimado Nokia “tijolão” está cada dia mais evoluindo, cada dia mais crescendo, cada dia mais ganhando espaço através dos smartphones.

ÓCULOS VIRTUAL

REVOLUCIONARÁ

NOSSAS VIDAS

“Analisando toda essa retrospectiva dos aparelhos tecnológicos, posso apostar que a próxima novidade que irá revolucionar as nossas vidas é o óculos virtual. Estou ansioso para vivenciar esses óculos, que agora para muitos parecem um Nokia “tijolão”, se transformarem em uma nova versão do Ray Ban. Aproveito para dar um spoiler quentinho: o Mark Zuckerberg já comprou todos os direitos da marca Ray Ban. Então quando isso acontecer, se preparem senhora e senhores, que o mundo que vocês conhecem hoje está prestes a mudar.

CONSTRUTOR

NO METAVERSO

“Já estou pronto para me tornar um construtor no Metaverso, e logo, serei uma incorporadora nesse mundo digital. Eu quero ser a agência que vai vender shows dentro do Metaverso, então eu serei uma agência de publicidade lá dentro, eu quero ser o pedreiro, eu quero ser o carpinteiro, eu quero ter a minha equipe de pedreiros, meu time de carpinteiros, meu time de construtor, eu pretendo ter um time para todas as frentes dentro do Metaverso, e para isso, eu vou converter a minha empresa que vocês conhecem hoje como uma empresa digital, para dentro do universo do Metaverso e essa empresa lá dentro será convertida para uma nova realidade. Portanto, acredito que o Banqueiro Digital, o nosso fundo de investimento, possivelmente consiga custear os equipamentos para jovens adolescentes de todo Brasil e porque não começar com a querida Presidente Prudente e transformá-la em um novo Vale Silício brasileiro? Sim, esse sonho é possível caro leitor, e eu quero transformar Presidente Prudente no novo Vale Silício brasileiro. Para isso, começarei por aqui no recrutamento de jovens adolescentes que não se contentam em só concluir uma simples faculdade. Vamos juntos construir esse novo mundo do Metaverso. Vamos iniciar esta revolução construindo um circo, usando como referência a história da pessoa mais incrível e reconhecida nesta área no Brasil: a visionária Marlene Querubim, uma mulher precursora de novidades, inclusive foi quem criou o primeiro game com o tema circense na história do circo do Brasileiro. será incrível iniciar a construção do circo Spacial e todos seu personagem lúdicos com a empresária Marlene Querubim, sendo uma investidora do projeto do primeiro circo dentro do Metaverso, entretanto não para por aí, estamos agora em parceria com a RE/MAX Alliance de Presidente Prudente, para construir a primeira imobiliária virtual dentro do Metaverso.

Quer escolher um novo lar? Basta fazer uma reunião dentro do Metaverso e conhecer um imóvel de uma maneira única e inesquecível. Precisa apresentar uma casa? Fica tranquilo, a RE/MAX  Alliance vai fazer a apresentação da sua nova casa através de um drone direto do Metaverso. É isso mesmo, a  REMAX  Alliance de Presidente Prudente será a primeira do planeta a entrar no Metaverso. Além disso, teremos o compromisso de fornecer os equipamentos para jovens de baixa renda que participem do nosso projeto, oferecendo salários dignos, um estudo adequado, e com isso, promover a economia local.”

MINHA MISSÃO É

TRANSFORMAR

PP NUM VALE DO

SILICIO BRASILEIRO

“Seremos o novo Vale do Silício brasileiro, essa é a minha missão para a minha querida região do Oeste Paulista. Aguarde que em breve, o novo fundo de investimentos estará no Metaverso, disponível para que qualquer pessoa, em qualquer lugar e hora, possa fazer um investimento e ter rentabilidades extraordinárias, e ainda, contribuir para o futuro dos jovens de todo Oeste Paulista a terem um computador decente, um óculos de realidade virtual e a oportunidade de serem os construtores desse novo mundo, desse novo universo chamado Metaverso. Venha comigo participar desse momento tão glorioso e se prepare para essa oportunidade de 1 trilhão de dólares. Vale ressaltar que quem está dizendo isso não sou só eu, é nada menos do que uma previsão do magnata Bill Gates, que afirma que nos próximos três anos todas as reuniões acontecerão dentro do Metaverso. E agora se você quer construir o seu escritório no Metaverso ou no mundo real eu convido você a construir a sua estrutura já dentro do Metaverso.”.

Legendas

IMG_0003.jpg

Leandro Colhado no seu supercomputador (a mesa inteira é a CPU)

IMG_0011.JPG

O óculos virtual do Metaverso, que Leandro compara ao Nokia “tijolão”: novidade que vem revolucionar nossas vidas

IMG_0014.jpg

Leandro Colhado, em imersão no Metaverso: “o mundo que vocês conhecem hoje está prestes a mudar”

…………..

QUEM É LEANDRO COLHADO

Leandro Colhado, fundador da L8 Digital, Banqueiro Digital, Pixcred e da XPShows,  nasceu em Santo Anastácio, em 30 de julho de 1983, filho de Irene Viana Colhado ( Falecida ) e Messias Colhado de Aro.  Concluiu os estudos na escola Alice Maciel Sanches em Santo Anastácio. Fez  Contabilidade na Toledo de Presidente Prudente e Tecnologia em Marketing Digital na Anhaguera Prudente.  Casado com

Angela Cristiane Vieira Colhado, tem uma filha Bruna Cristina Vieira Colhado (de.  Criação, pois quando casou com Ângela, a menina já tinha 9 anos).  Em 2014, com a L8  Digital, entrou no mercado da música e entretenimento, através de sites, e hoje detém 70% dos sites dos maiores artistas do Brasil.

GRUPO L8 – NEGÓCIOS ATUAIS

Hoje a L8 Digital foca em mercado financeiro e plataformas digital e conta com diversos produtos desenvolvidos dentro da casa como:

AGENDA OFICIAL –  – Software de controle de carreira artística o primeiro do Brasil

NOOPAPER  – o primeiro cartão de visita digital do brasil.

WOOBLE –  uma plataforma de gestão de sites e ecommerce

XPSHOWS –  primeiro robô de venda de shows automático brasil e já conta com diversos nomes da musica brasileira.xpshows.com.br

Durante a Pandemia, Leandro lançou a Pixcred a primeira Fintechs de meios de pagamento que paga credito e debito em até 2 horas em um PIX e também com uma plataforma de gestão e antecipação de boletos e sem falsa modéstia a melhor plataforma de gestão de recorrência de boletos do mercado.

Outro negócio de grupo L8 é o Banqueiro Digital uma plataforma Peer to Peer Lending revolucionária, que proporciona uma nova fonte de renda e ainda ajuda microempreendedores e pessoas físicas a manterem as portas abertas no varejo brasileiro.e também nosso fundo de investimentos para o metatarso com o intuito de ajudar a construção desse novo mundo através de jovens e adolescentes de baixa rende que não tem condições de adquirir equipamentos de tão alto custo.

banqueirodigital.com.br

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redes Sociais

0FãsCurtir
31,650SeguidoresSeguir
7,057SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas