21.8 C
Presidente Prudente
quarta-feira, julho 6, 2022
spot_img

Cuidados com a pele, no frio

DRA. TATIANA ANDRADE

Com a chegada do inverno, as temperaturas baixam, os banhos quentes aumentam, o tempo fica mais seco e a nossa pele acaba sentindo diretamente essas mudanças. E mesmo quem tem a pele considerada oleosa a percebe mais sensível.
Devemos lembrar que a nossa pele muda bastante com a mudança de clima, então, temos que adaptar o nosso skincare às estações do ano.
A hidratação, que já é uma preocupação em todos os meses, se faz ainda mais essencial no frio e não só em relação ao uso de produtos tópicos; Deve-se ingerir uma quantidade maior de água e nós esquecemos dela no inverno, mas para a saúde da pele é muito importante.
E o banho ?
Diferentemente do que muitas pessoas pensam, higienizar a pele está longe de ter como objetivo eliminar todo o óleo presente nela. Muito pelo contrário. É preciso preservar a barreira cutânea, rica em lipídios, já que ela tem a importante função de preservar a hidratação e proteger essa região contra agressões externas e microorganismos indesejáveis. Por isso, são necessários alguns cuidados para que essa etapa não seja muito agressiva, removendo apenas impurezas e o excesso de gordura.
A água em alta temperatura resseca a pele, então, quem não consegue tomar banho com ela de morna para fria precisa priorizar banhos curtos de, no máximo, 5 minutos. Em relação aos sabonetes, dê preferência aos que tenham um poder de hidratação maior, os chamados syndets.
Nesse mesmo sentido, buchas e esponjas devem ser jogadas fora. Fazer a higienização com as mãos já é mais do que suficiente e não agride a pele.
Assim que sair do banho, é a melhor hora de passar o hidratante, porque a pele um pouco úmida ajuda a absorver melhor os cremes.
Hoje em dia, a maioria dos cremes tem uma tecnologia de absorção rápida, mas, caso você se incomode de se vestir na sequência, uma boa solução é deixar para caprichar na hidratação antes de dormir.
E o nosso rosto?
O skincare facial também precisa ser readaptado para o período mais frio do ano. Para limpeza, optar por um higienizador mais suave, sem agentes secativos como o enxofre e o ácido salicílico.
O hidratante facial vai variar de acordo com o seu tipo de pele. Os séruns são ótimos para as mais oleosas, já os de textura creme melhor nas mais secas.
Pela menor exposição à radiação solar, essa é uma época interessante para fazer um rodízio de produtos, alternando a hidratação com alguns ácidos.
Também é o momento ideal de se fazer peelings, lasers e outros procedimentos em consultórios.
O protetor solar segue sendo imprescindível, já que os raios ultravioleta continuam presentes, quem usa as versões oil-free, pode trocar por uma em gel-creme, caso sinta necessidade.
Se ainda assim você perceber que a pele dá uma ressecada ao longo do dia, você pode investir em brumas faciais e deixá-las sempre ao seu alcance. Sentiu uma repuxadinha? É só borrifar um pouquinho. Não borra a maquiagem e dá um conforto à pele. É ótimo principalmente para quem está fazendo algum tratamento mais intenso nessa época.
E os lábios?
Eles costumam ressecar demais e, na tentativa de compensar, muita gente acaba passando a língua, e irritando a região. O ideal é aplicar várias vezes ao dia um produto que tenha maior poder de oclusão para reter bem a hidratação, como a vaselina.
Outra cuidado interessante de se fazer com acompanhamento da sua dermatologista é passar nos lábios, uma vez por semana, um produto à base de ácido glicólico para retirar as células mortas. Eles promovem uma esfoliação natural, tirando aquelas pelezinhas que muita gente arranca e acaba se machucando.

Espero que tenham gostado, aguardo vocês no meu Instagram – @tatiana.dermatologista com muita mais conteúdo.

Dra Tatiana Andrade – Medica Dermatologista – CRM 157147 RQE 64467

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redes Sociais

0FãsCurtir
31,650SeguidoresSeguir
7,057SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas