14.8 C
Presidente Prudente
terça-feira, agosto 9, 2022
spot_img

Energisa detalha o que cada cliente paga por meio da conta de energia

Impostos e custos da geração, transmissão e distribuição de energia estão embutidos na fatura cobrada a cada mês

O inverno chegou oficialmente em junho, mas as baixas temperaturas registradas desde maio já mudaram a rotina doméstica de muita gente. Banho quente, aquecedor elétrico, uso da secadora são algumas das práticas comuns nos dias frios e que podem impactar diretamente o consumo de energia de uma família. Para evitar que esses e outros hábitos causem um susto no orçamento ao final do mês, é importante usar a energia elétrica de maneira eficiente, além de acompanhar o consumo mensal (kWh), que está relacionado junto com outros valores na sua conta de energia.

“Acompanhar o consumo não é apenas olhar o valor final da conta. A conta de energia é a soma do consumo do imóvel, mais impostos, encargos setoriais, custos do processo de produção da energia elétrica e, dependendo do período, acréscimo da bandeira tarifária vigente. Ou seja, a tarifa da energia traz uma série de cobranças que resultam no total a ser pago pelo consumidor todo mês”, explica Dalessandro Luis Mafei, gerente de Serviços Comerciais da Energisa Sul-Sudeste.

Por isso, ao compreender a composição da conta de energia, o cliente consegue identificar o que tem impactado no seu valor mensal, podendo adotar práticas para economizar.

Sua conta em fatias
Para começar, é importante saber que o valor da tarifa é definido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), responsável pelas regras e fiscalização do setor elétrico no Brasil. É ela que também determina os processos de reajuste ou revisão tarifária de cada concessionária.

Em cada conta de energia estão cobrados os valores referentes ao consumo do imóvel em kWh no mês; custos da geração, transmissão e distribuição da energia que chega ao consumidor final (residências, estabelecimentos comerciais e industriais); encargos setoriais, impostos diretos, acréscimos da bandeira tarifária vigente e outros serviços.  

“De maneira didática, podemos comparar a conta de energia a uma pizza, em que o valor total se divide em fatias que vão para os respectivos órgãos e empresas responsáveis pelos serviços”, complementa Dalessandro.

Sendo assim, em uma conta cujo valor final é R$ 100, por exemplo, 32,1%, ou seja, R$ 32,10 vão para a empresa responsável pela geração de energia. Outros 13,3% ficam com as empresas transmissoras, que transportam a energia até as subestações. A maior fatia, 38,5%, é destinada ao pagamento de encargos e impostos cobrados pelos governos federal, estadual e municipal, inclusive a Contribuição de Iluminação Pública, que é repassada integralmente às prefeituras.

Foto 2 – Na fatura de energia cliente paga impostos e os custos da geração, transmissão e distribuição da energia elétrica

O que fica com a Energisa?
Do total da conta de energia, 16,1% são repassados para a Energisa. A empresa tem a obrigação de usar esse montante para distribuir a energia a todos os 840 mil clientes da sua área de concessão; pagar fornecedores e prestadores de serviços; renovar e fazer a manutenção da sua frota; manter e ampliar a rede e os sistemas elétricos, bem como investir na modernização e melhoria da qualidade dos serviços prestados.

Economia no dia a dia
Depois de compreender o que é cobrado na conta, é importante que as pessoas desenvolvam hábitos que favoreçam o uso eficiente da energia. Além dos eletrodomésticos e eletrônicos que geram calor e costumam consumir bastante energia, outras práticas como guardar alimentos quentes na geladeira, sobrecarregar a tomada com vários aparelhos, deixar equipamentos em stand-by e lâmpadas ligadas o dia todo sem necessidade também contribuem para aumentar o gasto com a energia.

“Como a leitura do consumo pode ser realizada entre 27 e 33 dias, para não ter surpresas no final do mês, a família deve praticar o consumo consciente todos os dias e evitar o desperdício de energia”, finaliza Dalessandro.

Foto 3 – Além de entender a composição da conta, para economizar é importante usar a energia de forma consciente

Descomplicando
Pensando em facilitar o entendimento dos clientes sobre a composição da conta de luz, sobre como as variações de consumo acontecem, entre outros temas, a Energisa lançou a segunda temporada da websérie “O Descomplicador”. Com uma linguagem super didática, os episódios estão disponíveis aqui e vão ajudar e esclarecer inúmeras dúvidas.

Artigos Relacionados

Redes Sociais

0FãsCurtir
32,658SeguidoresSeguir
7,069SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas