14.8 C
Presidente Prudente
domingo, maio 26, 2024
spot_img

Potencialidade regional agregada à ILPF é destaque em encontro em Prudente

O encontro contou com a presença do secretário da Agricultura e Abastecimento, Francisco Matturro.

Pecuaristas, agricultores, consultores, agrônomos, veterinários, zootecnistas e discentes de cursos na área da agropecuária reuniram-se na noite dessa terça-feira (09) no salão de Convenções do Aruá Hotel para melhor entender os benefícios da ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta). O 4º Encontro sobre ILPF foi organizado pela Soesp (Sementes Oeste Paulista), em parceria com a Rede ILPF e, apresentou o potencial da tecnologia para o oeste paulista.

A grosso modo, a ILPF é uma estratégia de produção sustentável, que integra diferentes sistemas produtivos (agrícola, pecuário e florestal) em uma mesma área. Em locais com degradação de solos e pastagens, produtores rurais se tornam adeptos ao sistema a fim de deixar sua produção mais diversificada e eficiente.

Evento reuniu produtores rurais, técnicos e discentes

A vocação regional do oeste paulista é a pecuária, no entanto, inevitavelmente é preciso passar pela reforma das pastagens. Para explicar algumas das modalidades que podem ser aplicadas aqui, o pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Dr. José Ricardo M. Pezzopane, destacou que, se implantado o sistema de renovação do pasto com a lavoura, com rotação de culturas, dentre de três anos, é possível ver uma grande diferença na oferta de alimentos para os animais, promovendo um processo de recuperação do solo.

José Pezzopane, pesquisador da Embrapa Pecuária-Sudeste

Dentre as principais adoções de sistema ILP e ILPF no estado paulista, ele citou IPF com pecuária de leite; ILP rotação de amendoim, milho, mandioca e pasto; ILP rotação de soja e pasto; IPF com pecuária de corte e ILP rotação soja, milho e pasto.

Um caso de sucesso foi apresentado por Juliano Roberto, zootecnista e gerente da Fazenda Campina, que está à frente com a estratégia de produção ILPF desde 2013/2014. Com gráficos e imagens, Roberto mostrou dados que comprovam o bem-estar animal, melhorias em solo, produção de alimentos saudáveis de forma sustentável, diminuição de emissão de GEE (gás de efeito estufa), além de aumentar a produtividade com menor custo.

Juliano Roberto, zootecnista da Fazenda Campina

Caravana ILPF

A Caravana ILPF é uma expedição técnica e científica, composta por técnicos da Rede ILPF (Embrapa, Cocamar, John Deere, Bradesco, Syngenta e Soesp). Ao longo de 2022 e 2023 tem a missão de levar informações sobre sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em 10 estados brasileiros.

Salão reuniu produtores rurais, técnicos e discentes

A etapa piloto da caravana passou pelo norte do Espírito Santo e sul da Bahia entre os dias 4 e 8 de abril. Essa semana iniciou-se a nova rota da Caravana ILPF saindo de Maringá (PR) passando por Presidente Prudente (SP), Nova Andradina e Campo Grande (MS).

A Rede ILPF estima que para a safra 2020/2021, a área ocupada com os sistemas ILPF no Brasil corresponde a 18 milhões de hectares, cujo propósito é ampliar para 35 milhões/ha até 2030, além de diversificar os sistemas de produção e aumentar a representatividade do componente florestal nesses sistemas.

Regularização Fundiária

Um assunto destacado foi a regularização fundiária, que tem gerado grande ânimo entre pecuaristas após a sanção da Lei Estadual nº 17.557/2022. Como lembrado pelo Diretor Comercial da Soesp, Itamar Alves de Oliveira Jr., a ILPF e a regularização no Pontal estão na mesma vertente. “Com a segurança jurídica promovida pela Lei, agora é uma grande oportunidade de expansão da lavoura e pecuária”, comemorou Itamar.

Itamar Alves Jr., diretor comercial da Soesp

Ele também salientou que o Pontal conta com 1,2 milhão de hectares de terras subutilizadas, mas prevê que a região tem potencial para 500 mil/ha de área plantada a mais em um período de cinco anos.

Em breve passagem, o prefeito de Presidente Prudente, Ed Thomas, reforçou que desde a sanção da Lei, semanalmente tem recebido a visita de empresários que agora querem investir, comprar e empreender na região. “Isso é o que viveremos daqui para frente”, apontou.

Francisco Matturro

Em visita rápida por Prudente, o secretário da Agricultura e Abastecimento, Francisco Matturro, citou programas e projetos governamentais recém-implantados, como a lei da regularização fundiária que, em suas palavras, “traz tranquilidade para o oeste de São Paulo, uma região que pode ser a última grande fronteira do estado, mas tem uma vantagem, pois não parte do patamar que as outras estão, e sim das novas tecnologias como a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta”, disse. “Demanda tem, basta produzir, e agora com a regularização fundiária, problema resolvido”, frisou.

Francisco Matturro, secretário da Agricultura e Abastecimento

Na oportunidade, Francisco Matturro assinou o Termo de Cooperação Técnica com a associação Rede ILPF. No documento, a secretaria de Agricultura e Abastecimento está autorizada a adotar as providências necessárias em benefício da sociedade a ser referência em tecnologia agropecuária sustentável, contribuindo para a preservação ambiental e segurança alimentar.

Francisco Matturro assinou o Termo de Cooperação Técnica com a associação Rede ILPF

Colaborou: Francinara Nepomuceno

Artigos Relacionados

Redes Sociais

0FãsCurtir
32,985SeguidoresSeguir
7,119SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas