18.4 C
Presidente Prudente
quinta-feira, maio 23, 2024
spot_img

Equipe prudentina de boxe volta a faturar cinturões em campeonato de Maringá

THIAGO FERRI

A equipe de competição de boxe da Ferri Centro de Treinamento, de Presidente Prudente, voltou a conquistar troféus e cinturões na 65ª edição do Maringá Fight Combat, disputado no último final de semana na cidade paranaense. Dos 7 competidores em ação, cinco venceram.

Na disputa por cinturão na categoria 85kg, o prudentino Higgor Esquiva derrotou Jefferson Henrique com um nocaute aos 32 segundos do primeiro round, faturando a premiação.

Outro atleta da Ferri CT disputou e conquistou o cinturão: Cedryk Augusto venceu o paranaense Amaurício Galvão por decisão unânime dos árbitros, levando o prêmio na categoria 70kg.

Das outras cinco lutas de prudentinos no evento, quatro eram estreias de atletas em competição. Três deles começaram vencendo: Guilherme Guazi e Luis Felipe faturaram o troféu na categoria até 65kg ao derrotarem, por decisão unânime, os atletas André Luiz e Jairo Liberato, respectivamente; enquanto Vinícius Ramos conquistou o troféu na categoria até 70kg ao bater Enzo Miguel, também por decisão unânime.

O outro estreante foi o jovem Guilherme Canducci, de 17 anos, que fez uma luta equilibrada com Matheus Pereira pela categoria até 60 kg e perdeu por decisão dividida da arbitragem.

Pela categoria até 70kg, Rafael Ramos foi derrotado pelo atleta Alison Ciqueira. Essa foi a quarta luta em competição do prudentino e sua primeira derrota no cartel.

Para o treinador da equipe, Diego Ferri, para além do resultado em Maringá, o desempenho dos atletas é motivo de comemoração. “A gente tem um trabalho diferenciado dos competidores em relação aos alunos do dia a dia. Fazemos isso focando cada competição, conforme o tempo que temos até ela e o perfil de cada adversário”, explica.

“Eu fico muito feliz com as conquistas, foram vitórias importantes, com imposição e técnica. Mas as duas derrotas que tivemos não me entristecem, porque uma foi de um jovem estreante que lutou muito, mas muito bem. Teve coragem e não perdeu a técnica. E a outra foi de um competidor que queremos subir de nível, por isso aceitamos um adversário mais experiente e técnico, e nosso atleta também respondeu com coragem e, acima de tudo, nível técnico nessa disputa”, complementa o treinador.

A equipe de competição do Ferri Centro de Treinamento havia participado em março da 64ª edição do MFC, quando, também com sete lutadores, voltou com 3 cinturões e 3 troféus. Desta vez, além dos sete atletas, do treinador Diego Ferri e do preparador físico João Moreno, viajaram para Maringá (PR) cerca de 10 alunos do CT que foram torcer pelos colegas.

Tanto as viagens quanto a preparação dos competidores do Ferri CT são possíveis graças a parcerias estabelecidas com alguns apoiadores do projeto e dos atletas, como a Alphamaster Colchões, Valmatra, Sfera On Seguros, DHL Concessionária ZF, Muchiutt Ferramentas, Super Ótica SOS, Nutricionista Victor Simões e Massoterapeuta Yudi Assanuma. (Colaborou Thiago Ferri)

Artigos Relacionados

Redes Sociais

0FãsCurtir
32,985SeguidoresSeguir
7,119SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas